terça-feira, 18 de abril de 2017

VIOLÊNCIA EM BENEFÍCIO PRÓPRIO. É ISSO O QUE OS ESTADOS UNIDOS SE TORNARAM.

De fato, violentos é o que são os Estados Unidos. Não há mais nada. A violência está no coração dos EUA.

Não pense apenas nos bombardeios e na destruição de países, mas também na interminável violência policial, gratuita e ultrajante, contra cidadãos dos Estados Unidos. Se alguém tem que ser desarmado, é a polícia dos EUA. A polícia comete mais “violência armada” que qualquer outro, e, ao contrário de gangues de traficantes lutando uns contra os outros por território, a violência policial não têm outra razão a não ser a vontade de cometer violências contra outros seres humanos. A polícia (norte)americana está sempre baleando crianças (norte)americanas de 12 anos de idade, antes de fazer qualquer pergunta, especialmente se forem negros.

Os Estados Unidos são violentos e a violência é própria dos Estados Unidos. Os liberais beócios culpam os proprietários de armas pela violência, mas a fonte de violência sempre é a administração pública. É por essa razão que os pais fundadores da pátria nos deram a Segunda Emenda (direito que os cidadãos (norte)americanos têm de possuir e portar armas sob determinadas condições, que variam de estado a estado – NT). Não foram os possuidores de armas que destruíram no total ou em parte oito países. Foi o governo dos Estados Unidos armado-e-financiado-pelos-contribuintes, que cometeu estas violências.

A tara dos Estados Unidos pela violência está neste momento levando os dementes de Washington contra povos que podem devolver a violência na mesma medida: Russos, Chineses e Nortecoreanos.

A escalada de falsas acusações contra a Rússia e seu presidente continua sendo construída pelo antigo regime Obama, para aumentar a tensão entre poderes nucleares, a antítese da política de Ronald Reagan. Ainda assim os imbeciloides liberais amam Obama e odeiam Reagan.

Por acaso você sabia que a Rússia é tão poderosa e a NSA e a CIA tão fraquinhas e indefesas que foram incapazes de impedir a Rússia de influenciar nas eleições dos Estados Unidos? Você deveria saber disso, porque é isso que você ouve todo santo dia através do totalmente corrompido Partido Democrata, da CIA, do FBI, da imprensa prostituta dos EUA, e dos cretinos que escutam a CNN, MSNBD, NPR ou leem o New York Times e oWashington Post.

Com certeza você já ouviu pelo menos mil vezes que a Rússia invadiu a Ucrânia; no entanto, mesmo assim o fantoche colocado no poder na Ucrânia pelos EUA continua em Kiev. Ninguém precisa ter um QI acima de 90 para entender que se a Rússia tivesse mesmo invadido a Ucrânia, Porochenko não estaria mais lá.

Você sabia que o presidente da Rússia, o líder mais popular do mundo, por todas as pesquisas já realizadas é, de acordo com Hillary Clinton, o “novo Hitler”?

Você sabia que o mais respeitado líder em todo o mundo, Vladimir Putin, é um chefe da Máfia, um bandido, uma tarântula no centro de uma rede de espiões, de acordo com membros do governo dos Estados Unidos que são estúpidos a ponto de não saber soletrar os próprios nomes?

Você sabia que Putin, que tem respondido as provocações agressivas dos Estados Unidos sempre deforma contida, não por medo, mas por respeito à vida da humanidade, está sendo acusado de querer reconstruir o Império Soviético? Mesmo assim, quando Putin mandou uma força expedicionária contra o exército da Geórgia, treinado e financiado pelos Estados Unidos e Israel, que tinha invadido a Ossétia do Sul, o exército russo conquistou a Geórgia em cinco horas; na sequência, o exército russo se retirou, depois de ter dado aos imbecis uma lição. Se Putin quisesse mesmo reconstruir o Império Soviético, por que se retirou da Geórgia, que tinha sido uma província da Rússia por 300 anos antes que Washington promovesse a dissolução do império russo, com o colapso da União Soviética? Caso Putin tivesse resolvido que a Geórgia tinha voltado a fazer parte da Federação Russa, Washington nada poderia fazer.

Agora estamos sendo constrangidos pelo diretor da CIA nomeado por Trump, Mike Pompeo, talvez a pessoa mais imbecil dos Estados Unidos. Aqui nós temos uma besta realmente de grande calibre. Não tenho certeza do tamanho de seu QI. Talvez esteja beirando o zero.

Esse imbecil, se é que ele está qualificado pelo menos para ser chamado assim, do que duvido, está acusando Julian Assange, o Principal Jornalista do mundo atual, a pessoa que atualmente representa mais que ninguém a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos, de ser um demônio que labuta ao lado de ditadores e inimigos da hegemonia (norte)Americana com a ajuda da Rússia. Tudo porque o Wikileaks publicou material de fontes oficiais que revelam o comportamento criminoso do governo dos EUA. Acontece que o Wikileaks não roubou tais documentos. Eles foram vazados para o Wikileaks por informantes de dentro do governo que não conseguem mais tolerar a imoralidade e as mentiras do governo dos EUA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário