terça-feira, 18 de abril de 2017

OS EUA E SEUS GOVERNANTES CRETINOS

Está se tornando embaraçoso ser (norte)Americano. Nosso país teve quatro presidentes em sucessão, todos criminosos de guerra. Clinton lançou dois ataques militares contra a Sérvia, ordenando que a Otan bombardeasse a antiga Iugoslávia duas vezes, em 1995 e 1999, cometendo assim dois crimes de guerra.

Por Paul Craig Roberts, no blog do Alok

Clinton, Bush, Obama e Trump: os senhores das guerras

George W. Bush invadiu o Afeganistão e o Iraque e atacou províncias do Paquistão e do Iêmen pelo ar. Quanto a Bush, são então quatro crimes de guerra. Obama usou a Otan para destruir a Líbia e mandou mercenários para destruir a Síria, cometendo desta forma dois crimes de guerra. Trump atacou a Síria com as forças dos Estados Unidos, cometendo assim um crime de guerra logo no início de seu regime.

Na medida em que a ONU participou destes crimes de Guerra junto com os vassalos europeus, canadenses e australianos, também é culpada de crimes de guerra. Talvez fosse bom que a própria ONU fosse levada aos tribunais de crimes de guerra junto com Estados Unidos, União Europeia, Austrália e Canadá.

É um belo currículo. A civilização ocidental, se é que pode ser chamada de civilização, é a maior criminosa de guerra da história da humanidade.

E há outros crimes – a Somália, e os golpes de Obama contra Honduras e Ucrânia, bem como as tentativas em andamento de derrubar os governos da Venezuela, Equador e Bolívia. Washington precisa derrubar o governo do Equador só porque quer prender e torturar Julian Assange, um dos maiores líderes da democracia mundial.

Estes crimes de Guerra foram cometidos por quatro presidentes dos EUA em sequência, causando milhões de mortes e ferimentos de civis e oprimindo e deslocando milhões de pessoas, que agora estão chegando como refugiados na Europa, Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Austrália, trazendo consigo uma série de problemas, como os já causados aos europeus, como a formação de gangues e estupros.

Qual é a razão para todas essas mortes e destruição que faz o ocidente ser inundado por refugiados que fogem da violência ocidental? Não sabemos. Ouvimos um monte de mentiras: Saddam Hussein possui “armas de destruição em massa”, mesmo quando o governo dos Estados Unidos sabia muito bem que essas armas não existiam. “Assad fez uso de armas químicas”, uma mentira deslavada e óbvia. “Bombas nucleares iranianas”.Outra mentira absurda. As mentiras sobre Kaddafi na Líbia foram tão absurdas que é perda de tempo repeti-las aqui.

Que essas mentiras estavam sendo usadas para justificar o bombardeio de tribos no Paquistão ou o novo governo do Iêmen? Os (norte)americanos não sabem nem se importam. Por que a violência dos Estados Unidos contra a Somália? Mais uma vez os (norte)americanos não sabem nem querem saber.

Ou então os imbecis pensam que é um filme.

CONTINUA ABAIXO

Nenhum comentário:

Postar um comentário