segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ANVISA SUSPENDE MAIS DE 124 LOTES DE MEDICAMENTOS

A empresa Brainfarma retirou alguns de seus produtos de circulação

No último dia 3 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou a suspensão de 124 lotes de diferentes medicamentos produzidos entre janeiro e março do ano passado pela empresa Brainfarma S/A.

A medida, publicada no Diário Oficial da União, impede a distribuição, comercialização e uso de alguns lotes de produtos como Doralgina DRC, Dipirona sódica, Biotônico Fontoura, Polaramine Repetabs, Maracugina, Coristina C, Amoxicilina, Lisador, Doril e Epocler. Dos 124 lotes, cinco nem chegaram a ser comercializados. Por isso, apenas 119 chegaram aos estabelecimentos.

Causas
A Anvisa informou que a própria empresa emitiu um comunicado de recolhimento voluntário dos produtos. Já o laboratório, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que ocorreu um “equívoco operacional no processo de pesagem”.

Em nota enviada à Folha Universal, a Brainfarma informou que iniciou o recolhimento voluntário de 119 lotes de medicamentos, que representam 0,9% do volume produzido pela companhia, e que não há indicações de que o uso desses medicamentos possa gerar efeitos adversos à saúde, além dos previstos em bula.

Como proceder?
Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da Brainfarma, a empresa disponibiliza o Serviço de Atendimento ao Consumidor (telefone 0800-77-17017), para que os consumidores que adquiriram os produtos suspensos possam tirar dúvidas ou pedir o recolhimento deles.

A lista completa com nome e princípio ativo dos remédios pode ser conferida no site da Anvisa: portal.anvisa.gov.br.

Por Maiara Máximo/edição 1294 Folha Universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário