segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

CULINÁRIA DO BRASIL É VISTA PELO FOCO DO COLONIZADOR, DIZ ESPECIALISTA

Em entrevista, o sociólogo Carlos Alberto Dória, um dos maiores estudiosos da culinária brasileira, fala como os grupos indígenas exerceram um papel determinante e fundamental na formação do jeito de comer do brasileiro.

Três Estrelas

"Hoje se vive um momento em que a gastronomia brasileira procura recriar vínculos com as etnias indígenas".

Para Carlos Alberto, a influência indígena está hoje ainda presente na alimentação das camadas populares da população brasileira, principalmente na forma da farinha de milho e de mandioca. “Entre a elite, que sempre comeu de forma afrancesada, há ainda quem ache que comer com farinha de milho ou de mandioca seja ‘coisa de pobre’”, diz o sociólogo, que é autor de livros como A formação da culinária brasileira – Escritos sobre a cozinha inzoneira e diretor do Centro de Cultura Culinária Câmara Cascudo.

Na opinião do especialista, no Brasil, os indígenas foram “apagados” não apenas da culinária. “Como diz o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro, o Brasil transformou o indígena em pobre. Empobrecemos as populações indígenas em todos os sentidos”.


Leia abaixo entrevista na íntegra:

Nenhum comentário:

Postar um comentário