domingo, 11 de dezembro de 2016

ANSIEDADE E DEPRESSÃO: CAMPANHA JANEIRO BRANCO BUSCA PROMOVER SAÚDE MENTAL

Depois do sucesso de iniciativas como Outubro Rosa e Novembro Azul, psicólogos e profissionais de outras áreas da saúde se unem na criação de uma campanha para chamar a atenção da população para a importância de cuidar da saúde mental. Trata-se da Campanha Janeiro Branco, idealizada pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão em Uberlândia (MG).

Segundo seu idealizador, ela está alinhada com as mais modernas discussões científicas, nas quais o ser humano é tido como um ser biopsicossocioespiritual – modelo transdisciplinar criado na década de 1970 pelo psiquiatra George L. Engel, que leva em consideração fatores psicológicos e sociais no desenvolvimento de doenças.

“Saúde Mental, em uma visão transdisciplinar, humanista e moderna, engloba tanto a ausência de transtornos mentais (ou doenças mentais) como, por exemplo, a Depressão, a Ansiedade Generalizada, a Esquizofrenia ou a Bipolaridade, como, também, a capacidade de o indivíduo reagir, equilibrada e adequadamente, às circunstâncias, condições e vicissitudes da vida”, explica Leonardo. “Inspirado pelo Outubro Rosa, idealizei a campanha em novembro de 2013, criei um grupo no WhatsApp nessa mesma época e comecei a chamar psicólogos de Uberlândia para me ajudarem a tirá-la do campo do desejo e a colocá-la em prática na virada de ano daquele 2013-2014.”

A principal estratégia do movimento consiste na realização de palestras de 20 minutos em espaços públicos ou privados como salas de espera de hospitais, clínicas médicas, terminais de ônibus, filas de casas lotéricas, pátios de escola, restaurantes populares e por aí vai. Nelas, os responsáveis abordam de maneira didática assuntos delicados como sexualidade, sentimento, depressão, infância e terceira idade. Todas as palestras são gratuitas.

Uma das influências para e escolha do nome e do mês em que acontece a campanha foi literária – o poema Receita de Ano Novo, de Carlos Drummond de Andrade.  “Neste poema Drummond aconselha que a pessoa, para ganhar um Ano Novo de verdade, tem que lutar por ele, merecê-lo, fazer por onde despertar o Ano Novo que existe adormecido dentro de cada um de nós. E essa é, justamente, a proposta do Janeiro Branco: uma campanha que busca mostrar às pessoas que elas podem se comprometer com a construção de uma vida mais feliz para si mesmas”, conta Leonardo, dando ênfase ao simbolismo da virada do ano.

Já o branco vem, entre outras coisas, por causa das suas possibilidades – como a de uma folha em branco, onde novas histórias podem ser escritas.

Por Jocê Rodrigues, no CONTI Outra

Nenhum comentário:

Postar um comentário