segunda-feira, 24 de outubro de 2016

NÚMERO DE ACIDENTES COM MOTOCICLETAS TRIPLICA NO BRASIL

Confira dicas para dirigir de forma defensiva e evitar problemas no trânsito

Andar de moto vai além de uma paixão ou da sensação de liberdade de estar sobre duas rodas. Muitas pessoas usam o veículo por necessidade ou como instrumento de trabalho. O custo de aquisição é menor do que o de qualquer outro veículo, a manutenção é barata e o gasto com combustível é menor e ele se torna mais econômico. Além disso, é uma alternativa mais rápida para quem não quer enfrentar o trânsito caótico das cidades.

Segundo levantamento do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), o Brasil conta com mais de 13 milhões de motocicletas (dados de 2014) e o número de acidentes com motos não para de crescer.

Entre 2002 e 2013 o número de mortos triplicou no País, de acordo com o estudo Retrato da Segurança Viária no Brasil. Das 43.075 mortes no trânsito ocorridas no País em 2013, 12.040 envolveram motociclistas ou passageiros de motos.

Um levantamento divulgado pela administradora do Seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) aponta que, no primeiro quadrimestre de 2014, 74% das indenizações por acidentes de trânsito foram pagas a motociclistas, sendo que 80% foram por invalidez (R$ 95,8 mil).

Por Maiara Máximo / edição 1281 Folha Universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário