segunda-feira, 10 de outubro de 2016

HORÁRIO DE VERÃO COMEÇA EM 16 DE OUTUBRO

Durante 120 dias, o brasileiro poderá aproveitar a luz solar por mais tempo

A partir da meia-noite do dia 16 você terá de adiantar os ponteiros do seu relógio em uma hora. A data marca o início do horário de verão, que só chegará ao fim no próximo ano.

O objetivo do governo federal, ao instituir esse período, é reduzir o consumo de energia elétrica durante o horário de pico, que é das 18 horas às 21 horas, e contribuir para o aproveitamento da luz do dia por mais tempo.

O horário de verão entrará em vigor nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Ele não é adotado nos Estados que compõem as regiões Norte e Nordeste do País.

Economia

De acordo com a distribuidora AES Eletropaulo, o horário de verão diminui o consumo de energia e isso pode ajudar a baratear os custos desse serviço para os consumidores. Equipamentos como computadores, iluminação e ar-condicionado, por exemplo, podem ser desligados antes das 18h30, o que evita altos valores nas faturas.

Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o Brasil economizou R$ 162 milhões durante a última vigência do horário de verão (2015/2016).

“O principal benefício do horário de verão é o aumento da segurança operacional, resultante da diminuição dos carregamentos na rede de transmissão, proporcionando maior flexibilidade operativa para a realização de manutenção em equipamentos”, informou o ONS.

Nos últimos dez anos, a medida tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo e uma economia de 0,5%, o que equivale, em todo o período do horário de verão, ao consumo mensal de energia da cidade de Brasília, com 2,8 milhões de habitantes.

Vantagens e desvantagens

Para algumas pessoas, uma hora a mais pode significar mais chances de turbinar as atividades diárias, voltar para casa com o dia claro ou mais disposição para o dia a dia. Para outras, a mudança no relógio biológico compromete a realização das tarefas diárias de forma eficiente, além de atrapalhar o ciclo do sono. Apesar disso, é importante considerar a possibilidade de economizar com o aproveitamento da luz solar.

No dia 19 de fevereiro, o horário de verão chegará ao fim e será necessário atrasar o relógio em uma hora.

Por Maiara Maximo / edição 1279 Folha Universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário