segunda-feira, 10 de outubro de 2016

FÓRUM DE EDUCAÇÃO DO CAMPO ALERTA PARA OS RISCOS DA MP DO ENSINO MÉDIO

Nas duas últimas semanas, jovens de vários cantos do país voltaram a ocupar escolas e ruas. O objetivo? Barrar a Medida Provisória (MP) 746, que institui a reforma do ensino médio. Enviada pelo presidente Michel Temer ao Congresso Nacional em 22 de setembro, a MP tem 120 dias para ser votada.

Num contexto de retrocessos nos direitos da classe trabalhadora, com as políticas de educação não tem sido diferente. A MP 746 traz uma leva de exigências que fere o direito fundamental de acesso a uma formação humana integral, que possibilite a compreensão específica do complexo mundo do trabalho e suas contradições, fere as leis trabalhista elevando a carga horária mínima para 1.400 horas, além de desrespeitar a diversidade e pluralidade com a obrigatoriedade da Língua Inglesa, quando é possível oferecer outros idiomas como alternativa.

A concepção de currículos da educação do campo rejeita os conceitos de formação por competência e habilidades e rejeita igualmente o conceito embutido na “expectativa de aprendizagem”, por responderem, no campo da educação, às premissas do mercado.

“Nossa concepção de formação por área pressupõe um Núcleo Básico de estudos que envolve conhecimentos de Ciências Humanas e Sociais, ciências da natureza e as diversas linguagens humanas, incluindo as Artes nas suas diversas manifestações, como condição para a formação humana básica e integral”, afirma nota do Fonec ao denunciar impactos da MP.

O documento ainda aborda que de maneira geral, o conjunto das novas medidas, no contexto das escolas do campo que não possuem as condições necessárias ao atendimento das exigências estabelecidas, contribuirão significativamente para o fechamento das escolas de que ainda resistem, eliminando as já precárias condições de oferta do Ensino Médio à juventude camponesa.

E finaliza afirmando que o “Forum Nacional por uma Educação do Campo se associa às mobilizações em curso no País, pela revogação da Medida Provisória e por uma ampla discussão sobre um projeto educativo para o Ensino Médio, de acordo com as necessidades e os interessas da Nação brasileira e de sua juventude”.

Fórum Nacional de Educação no Campo (FONEC)

CONFIRA NOTA ABAIXO, NA ÍNTEGRA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário