segunda-feira, 24 de outubro de 2016

DORMIR POUCO FAZ MAU À SAÚDE, COMPROVA ESTUDO

Obesidade, diabetes tipo 2 e problemas cardiovasculares podem surgir quando o assunto é falta de sono

Nada como uma boa noite de sono para renovar as energias. Uma noite mal dormida, entretanto, pode reduzir todo o ânimo, causar alterações no humor e ainda deixar marcas estampadas no rosto, como olheiras enormes. No entanto, esses sinais e a irritação não são tão graves quanto os outros impactos que o período de descanso noturno curto podem trazer à saúde.

Um estudo recente, elaborado por pesquisadores britânicos, aponta que a privação de sono pode causar alteração nos genes, baixar a imunidade e gerar doenças. Uma semana dormindo menos de seis horas por noite já é suficiente para causar estragos.

O pesquisador Colin Smith, professor da Universidade de Surrey, declarou à BBC que “é evidente que o sono é fundamental para a reconstrução do corpo” e que, quando isso não ocorre, muitos danos são decorrentes, como obesidade e doenças cardiovasculares.

Os impactos

Um dos problemas que dormir pouco traz é a falta de concentração. E essa redução da atenção é um prato cheio para que sejam provocados mais acidentes no trânsito, por exemplo, pois ela pode interferir na coordenação motora do condutor. Além de deixar a pessoa mais dispersa e menos produtiva, a falta de descanso também pode interromper o processo de formação da memória.

O esgotamento físico e o estresse também são consequências. Além disso, as poucas horas de sono podem aumentar as chances de ocorrer um acidente vascular cerebral (AVC), sem contar o risco de desenvolver doenças crônicas, como diabetes tipo 2.

O excesso de peso também pode ser um dos prejuízos e a explicação pode estar no fato de que quem dorme pouco tende a sentir mais fome e a consumir alimentos com alto teor calórico. Não dormir também nos deixa mais vulneráveis a doenças infecciosas.

Agora que você já sabe quão importante é ter uma boa noite de sono, confira no quadro ao lado algumas dicas para descansar melhor.

Estabeleça horários
Tenha disciplina quanto ao horários de dormir, pois isso ajuda o seu organismo a estabelecer um ciclo saudável.

Banho quente
Estudos indicam que um banho quentinho antes de dormir pode restabelecer as energias e funcionar como um bom calmante, pois a oscilação da temperatura corporal ajuda o organismo a relaxar.

Distância do celular
A luz emitida pelos smartphones, além de causar incômodo aos olhos, pode estar associada à queda da melatonina, hormônio também responsável pelo sono.

Alimentação

Fazer refeições leves pode contribuir para uma noite de sono agradável. É preciso estar atento também ao tipo de alimento que se come. Bebidas com cafeína e refrigerantes, por exemplo, devem ser evitados.
Por Flavia Francelino/ edição 1281 Folha Universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário