segunda-feira, 15 de agosto de 2016

OS POLUIDORES DOS AMBIENTES DOMÉSTICOS

Poeira, cigarro e produtos de limpeza estão entre maiores poluentes dos ambientes domésticos. A sujeira está por toda parte, mesmo dentro de casa. De móveis a aparelhos eletrônicos, tudo emite algum tipo de poluente, seja químico, biológico, sonoro ou visual.
Por Júlia Zaremba

Nas grandes cidades, o maior inimigo das famílias é a contaminação do ar, causada principalmente pelo tabagismo e pela poeira. "A poluição interna é pior do que a externa porque há mais fontes poluidoras dentro de casa", diz a química Adriana Gioda, que é professora da PUC-Rio.

Embora os males do cigarro sejam conhecidos, muita gente ainda fuma em ambiente fechado, contaminando-o.

"Além de agravar a asma, a fumaça pode causar câncer de pulmão. Não adianta ir à janela, ela não foi feita para o vento sair, mas entrar", afirma José Carlos Perini, presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

A poeira, por sua vez, consiste na mistura de matérias vivas e mortas dispersas pela casa. Seus principais componentes são ácaros, fungos, fezes de insetos, restos de comida e de pele humana.

"Um grama de poeira pode conter até 20 mil ácaros", diz José Eduardo Cançado, presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia.

A insalubridade dos ambientes não é problema só para os alérgicos. "Alergia não tem idade para começar. O indivíduo nasce com a predisposição genética e, se exposto a um ambiente poluído, pode se sensibilizar, até adulto", explica Cançado.

Sofás, cortinas, tapetes e aparelhos de ar-condicionado também são hospedeiros de ácaros. Para evitar alergias, as famílias devem mantê-los sempre limpos. Deixar o sol iluminar o espaço é uma forma de matar microorganismos.

Outros vilões são compostos orgânicos voláteis como benzeno, tolueno e formaldeído. Alguns deles são tóxicos e considerados cancerígenos. Podem ser emitidos por móveis, equipamentos eletrônicos, tintas, produtos de limpeza e aerossóis.

"A poluição indoor é gerada o tempo todo. O ideal é ter bastante ventilação em casa", afirma Gioda. "Também é bom usar o mínimo possível de produtos de limpeza e investir no pano com água."

Acumular lixo é outro grande problema das residências, aponta Rogério Machado, professor de química do Mackenzie. "Há uma proliferação de insetos muito grande, que podem contaminar as pessoas", explica. Ele orienta o morador a trocar o lixo no mínimo uma vez ao dia e a deixá-lo tampado.

SOM

Liquidificador, secador de cabelo, amplificador e ferramentas como martelo e furadeira são fontes caseiras de poluição sonora. "Não é preocupação da maioria, mas as células nervosas têm um limite de cansaço auditivo", afirma Ricardo Testa, presidente da Sociedade Brasileira de Otologia.

O médico diz que é preciso usar protetores auriculares quando o ruído de um aparelho passa de 90 decibéis. Há aplicativos para celular que fazem essa medição, ainda que nem sempre de forma muito precisa.

Dependendo do tempo de exposição a ruídos no trabalho, momentos de silêncio podem ser essenciais. "Se a pessoa trabalha oito horas, o ideal é que tenha outras oito de silêncio, para o ouvido se regenerar", afirma Testa.

No:  ww1.folha.uol.com.br/sobretudo/morar/2016/08/1802345-poeira-cigarro-e-produtos-de-limpeza-estao-entre-maiores-poluentes-das-casas.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário