terça-feira, 19 de julho de 2016

MANIFESTO DESMENTE TESES DOS QUE QUEREM DESMONTE DA PETROBRAS

Os petroleiros e entidades dos movimentos sociais e sindicais que integram a campanha Todo o Petróleo Tem que Ser Nosso divulgaram manifesto para rebater os argumentos do atual presidente da Petrobrás, Pedro Parente, e do chanceler José Serra, ambos favoráveis ao desmonte da estatal e à abertura do pré-sal ao capital estrangeiro, retirando a companhia brasileira da condição de operadora única desses campos.

De acordo com os signatários, as propostas apresentadas por Parente são "entreguistas", "destinadas a favorecer os interesses estrangeiros" e significam um "acinte à consciência de todo o brasileiro empenhado no desenvolvimento do país".

O texto busca desconstruir, por exemplo, os argumentos de que a Petrobras está em grave e crise, e destaca que a dívida da estatal - somada aos desvios estimados - representa não mais que 1% de seu enorme patromônio de óleo e gás natural.


Para os petroleiros, a Petrobras não precisa de um "salvador da pátria" e o que o novo presidente quer "é repassar ao setor privado os setores mais rentáveis do sistema de petróleo, pois o maior lucro está no valor agregado em derivados, petroquímicos, transporte e fertilizantes". Leia abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário