segunda-feira, 20 de junho de 2016

PLEBISCITO JÁ!

O Brasil precisa com urgência encontrar o caminho para deixar para trás, com legitimidade, a crise política causada pela direita.

Esta convicção fundamenta a proposta de convocação do plebiscito pela presidenta Dilma Rousseff – após a derrota do impeachment no Senado.

Ela parte da compreensão da falência do arranjo político que surgiu no final da ditadura militar, em 1985.

O caminho a ser construído precisa ter por base os democratas, legalistas e progressistas. E isolar os golpistas que rasgaram a Constituição para impor ao país o programa neoliberal rejeitado em todas as eleições presidenciais desde 2002.

O Brasil não pode permanecer até 2018 na situação de instabilidade política e falta de legitimidade em que se encontra.

Precisa reencontrar o caminho do desenvolvimento, do fortalecimento do emprego e da renda dos trabalhadores, e da consolidação da democracia.

Dilma Rousseff foi afastada da presidência da República pelo golpe midiático-judicial-parlamentar sem ter cometido crime de responsabilidade, e a fraude que moveu esta ação retrógrada fica cada vez mais evidente. O caminho da legitimidade é o retorno da presidenta Dilma Rousseff a seu mandato constitucional.

A legitimidade virá da consulta ao povo, que demonstra firme profunda repulsa ao presidente postiço e ao golpe de estado que o levou ao governo.

O cenário é grave e seus desdobramentos são preocupantes. E a saída politicamente adequada, que crie a legitimidade necessária a um novo governo é aquela que respeite a vontade soberana do principal protagonista da democracia: o povo, em pronunciamento através das urnas. 
Plebiscito já!

Nenhum comentário:

Postar um comentário