segunda-feira, 20 de junho de 2016

OBESIDADE INFANTIL ACELERA O APARECIMENTO DE DOENÇAS CRÔNICAS.

“As crianças que estão obesas já apresentam complicações que antes só eram vistas em adultos, como colesterol aumentado e diabetes”, diz. Para ela, o primeiro passo para combater o problema é reconhecer o excesso de peso o quanto antes.

“Existem estudos que mostram que até 75% dos pais não identificam a obesidade nos filhos”, destaca, acrescentando que o site www.abeso.org.br oferece uma calculadora que facilita o diagnóstico. Cintia afirma que a prática de atividades físicas ajuda a controlar o estresse e o ganho de peso.

A pediatra Isabela Forni, do centro médico Dr. Consulta, ressalta que os pais devem dar o exemplo de alimentação saudável e estimular refeições em família. “Se a criança está obesa, esse é um alerta de que algo não está bem na família. E criança não vai ao supermercado sozinha”, avalia.

Outra dica é estimular os filhos a brincar. “Crianças precisam liberar energia, brincar e correr. Em um ambiente estressante, elas acabam confinadas dentro de casa e muitas vezes o lazer fica relacionado à comida”, orienta.

A nutricionista e mestre em nutrição Patrícia Cruz afirma que toda a família deve estar envolvida na mudança de hábitos. “Se você tem um filho com sobrepeso ou obeso, isso deve ser prioridade na sua vida. Os pais precisam dedicar tempo para ir ao mercado, comprar alimentos naturais e preparar as refeições”, afirma.

Patrícia pondera que os pais podem estabelecer a quantidade e a frequência de ingestão de cada alimento, em vez de impor uma dieta rígida. “Os pais precisam ensinar a criança a comer e explicar a importância dos alimentos naturais. Se a criança quer biscoito recheado, ela não precisa comer o pacote inteiro ou comê-lo todos os dias”, ensina.

Veja ABAIXO dicas das especialistas para combater a obesidade infantil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário