quarta-feira, 15 de junho de 2016

GOVERNO TEMER PROMOVE DESMONTE DAS CONQUISTAS SOCIAIS E TRABALHISTAS

O governo Temer esboça a cada dia a falta de compromisso com as conquistas sociais e com a defesa de um projeto político neoliberal, aliado dos grandes empresários e banqueiros.

Não à toa, o governo provisório coleciona em 30 dias cortes em programas de educação, saúde, moradia e apoio à projetos de lei como o que quebra o monopólio do Pré-sal e entrega para empresas estrangeiras.

50% dos entrevistados consideram ruim a quebra do monopólio do Pré-Sal. A mesma avaliação é feita pelos entrevistados quando questionados sobre o aumento  da privatização de empresas e de concessões de rodovias e aeroportos. A resposta para a avaliação é porque essas iniciativas prejudicam o Brasil.

Temer e sua equipe também abrem o caminho, apoiado pelo empresariado brasileiro que financiou o golpe, para a fragilização da legislação trabalhista brasileira enfraquecendo os direitos e a dignidade dos trabalhadores.

Se na pesquisa anterior, aqueles que acreditavam que a conta ficaria nas contas do trabalhador era de 32%, no levantamento desta terça o percentual aumentou para 55%. Para esses a violação aos direitos dos trabalhadores vai se agravar.

A pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 9 de junho e ouviu duas mil pessoas em 116 municípios. Os entrevistados foram brasileiros, de áreas urbanas e rurais, com mais de 16 anos, residentes em todos os Estados do país, com exceção de Roraima e do Distrito Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário