quinta-feira, 19 de maio de 2016

BRASIL: SOMENTE UM LEVANTE POPULAR RADICAL RESTABELECERÁ A DEMOCRACIA

Aos que se escondem atrás de metáforas, equivocadas análises conjunturais, passeatas verde-amarelo e apoio a fragmentação do Estado Democrático de Direito, não se iludam, o momento atual do golpismo no Brasil só será superado com ação radical das massas populares e trabalhadoras

Antônio Neves - cidadão brasileiro

Mais delongas sobre a atual conjuntura nacional é desnecessária, os donos do poder, da mídia e do capital radicalizaram para baixo a democracia brasileira e consolidaram um golpe branco, jurídico-midiático e institucionalizaram ilegalmente a derrubada da presidenta eleita pelo voto popular e entronizaram no Poder o vice-conspirador Michael Temer, lacaio subserviente e fiel as ordens da casa grande.

Duas questões básicas precisam ser apenas relembradas: 1- o Estado Democrático de Direito, por tantas vezes alegado para manter a “ordem democrática” e a funcionalidade constitucional dos três poderes da República, hoje, nada mais é que um instrumento politicamente manipulado para justificar uma falsa institucionalidade, na qual repousam a camarilha golpista que assumiu o poder com o impítimam da presidenta Dilma e, de imediato, já estão tratando de desmontar o Brasil, removendo direitos dos trabalhadores e das classes populares que secularmente ficaram à margem da cidadania e da inclusão social. 2- estas raposas maledicentes que hora governam o país, não vão devolver o poder, nem a Dilma, nem ao povo, pela via democrática, menos ainda observando as regras constitucionais que, há tempo, foram estupradas pelos meios mais criminosos usados por estes que, inconformados, tramaram abertamente pelo golpe.

A esquerda governista que até então estava no comando central da Nação, principalmente o PT, agora se ver desalojada, criminalizada e atordoada pelos acontecimentos. Seus organismos políticos como os sindicatos, associações, centrais sindicais, movimentos sociais e outras entidades de classe, se veem confusas diante a ilegalidade governamental do presidente golpista Michael Temer e as estratégias que precisam que colocadas na ordem do dia para buscar reverter o grave quadro de ilegalidade e exceção a qual o Brasil está submetido.

Neste momento, tergiversar diante fatos e acontecimentos políticos criminosos e violentos contra os reais interesses do país, que afrontam o povo, corrói a democracia e a vontade soberana da Nação, é não fazer entender e não construir os caminhos que hora precisam ser percorridos para salvar o que ainda resta – a dignidade brasileira – diante seus cidadãos e o mundo.

Restabelecer a democracia e o governo legítimo da presidenta Dilma, recuperar a economia sem exclusão social ou de direitos, garantir e ampliar as conquistas sociais da última década, fortalecer o legítimo Estado Democrático de Direito e a soberania nacional, não se dará somente com bons discursos, passeatas e meras manifestações em redes sociais. É preciso radicalizar a política e mobilizar as ações para definir o nível do confronto a ser estabelecido diante a ofensiva político-administrativa criminosa dos capitães-do-mato-do-poder, esta é a única solução provável para reverter o cenário golpista de mentiras e violação dos direitos humanos, sociais, culturais e educacionais do povo brasileiro.

Sem reação popular com objetiva ofensiva permanente e mobilizadora em defesa do Brasil e do povo, preparemo-nos então para o pior que já começa a vir. Ou derrotamos Temer e sua trupe de golpistas ou veremos o Brasil voltar para o século 19.

Nenhum comentário:

Postar um comentário