sábado, 13 de fevereiro de 2016

VOCÊ É O QUE VOCÊ PENSA?

Entenda por que é importante resistir aos maus pensamentos e o que fazer para se libertar

Você já ouviu a frase “nós somos o que pensamos”? O ditado popular mostra, de forma resumida, que seus pensamentos influenciam muito a sua vida. Uma prova bem simples disso: já experimentou cozinhar algo quando está chateado, triste, com raiva ou com medo? Não importa se você é um estrelado chef internacional, o prato não vai ficar perfeito. Não é a comida em si que é boa ou ruim, os ingredientes que têm boa ou má procedência, mas a sua ação sobre eles, seu humor ao manipulá-los.

O exemplo do cozinheiro pode ser simples, mas demonstra claramente como estamos sujeitos aos nossos próprios pensamentos. Não podemos impedi-los, eles vêm. Mas podemos influenciá-los. E até repreendê-los quando são negativos.

O que é uma obsessão senão um pensamento que ganhou força a ponto de tomar conta de sua existência? A pessoa sente que é impossível parar de pensar em uma situação, em alguém ou em algo que cause medo. E isso passa a controlar seu dia a dia. Então, se essa obsessão começou pequena, lá atrás, com um simples pensamento, a estratégia correta é saber como ela começa.

A resistência deve ser posta em ação logo no início, assim que os pensamentos iniciais surgem. É mais fácil arrancá-los quando ainda é uma frágil plantinha do que quando já virou uma enorme e terrível árvore que toma conta de todo o terreno com suas intrincadas raízes. O Bispo Edir Macedo falou sobre o assunto em seu blog : “Se os maus pensamentos vêm e não resistimos a eles de imediato, eles ganham força e podem causar riscos à boa consciência. E quanto mais tempo lá ficam, mais difíceis para serem reprimidos.”

Muitas pessoas não teriam passado por problemas muito sérios se tivessem cortado o mal lá no começo, quando ele ainda era um simples pensamento. Como fazer, então, para impedir essa semente poderosa de germinar? Controlar os pensamentos antes que eles controlem você. Sim, é seu cérebro que manda. Confira na próxima página algumas dicas indispensáveis.

Na Folha Universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário