terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

INFÂNCIA MAQUIADA

Modelo britânica provoca críticas na internet ao postar fotos de sua filha com maquiagem pesada. Qual é o papel dos pais na definição de limites quanto ao comportamento das crianças?

Uma modelo britânica tem provocado burburinho na internet por divulgar fotos de sua filha maquiada nas redes sociais. Katie Price, de 37 anos, costuma compartilhar na rede social Instagram várias imagens de momentos íntimos ao lado de seus cinco filhos e do marido, além de fotos de seu trabalho. Há algumas semanas, ela passou a ser criticada depois que sua filha Princess, de apenas 8 anos, apareceu com maquiagem pesada em várias fotos.

Os internautas não pouparam críticas a uma imagem em que a garota aparece fantasiada e maquiada como a mãe nos bastidores de uma produção. Uma jovem escreveu: “Eu me sinto doente ao ver que você está colocando maquiagem em uma menina” (em tradução livre). Após alguns dias, Katie publicou outra foto ao lado de Princess. Mãe e filha aparecem com muita maquiagem nos olhos. “Ela é tão jovem, como pôde colocar tanta maquiagem nela? Ela precisa ser uma criança”, censurou uma usuária.

Katie Price não se intimidou com as reações online e divulgou uma nova foto da menina maquiada, com a legenda “aqui vai ela outra vez”. Depois, a modelo compartilhou um vídeo em que Princess defende a própria escolha de usar maquiagem e diz que a decisão não é da mãe. Alguns usuários defenderam a modelo e argumentaram que a menina está apenas se divertindo.

Quem decide por uma criança?

No vídeo publicado no Instagram, a garota Princess demonstra convicção ao afirmar que ela quer usar maquiagem e que ninguém tem nada a ver com isso. A declaração levanta algumas discussões sobre o papel dos pais na educação dos filhos. Afinal, uma criança de apenas 8 anos é capaz de decidir tudo sobre a própria vida? Certamente, não.

Por mais que as crianças expressem suas vontades desde a mais tenra idade, elas não costumam estar certas em todas as suas escolhas. Falta experiência e maturidade aos pequenos. E é aí que entra a responsabilidade dos pais. Eles devem garantir a melhor educação às crianças e evitar a exposição delas a riscos desnecessários. Os pais devem dar bons exemplos e orientar os filhos sobre os melhores caminhos.

Além disso, a vida de todo ser humano é composta de etapas fundamentais para o desenvolvimento saudável e pleno. Permitir que uma criança de 8 anos se comporte como uma adulta é privá-la de experiências que não poderão ser vivenciadas em nenhuma outra época. A infância é a fase do brincar, do imaginário e das descobertas – e não da maquiagem.

No caso de Princess, ainda é importante destacar que a exposição excessiva na internet pode provocar problemas no futuro. Qual será a reação da menina ao constatar que sua vida privada vinha sendo exposta por sua mãe sem autorização prévia? Ela saberá agir diante de comentários postados por desconhecidos nas redes sociais? Essa é uma questão que pais e mães de todo o mundo deveriam fazer a si mesmos antes de compartilhar imagens de seus filhos na internet.

O uso de maquiagem em crianças também gera dúvidas mais práticas. Que reações esses produtos podem causar na pele sensível das crianças? Há risco de que a maquiagem provoque problemas de saúde? É claro que pais e mães supostamente sabem o que é melhor para seus filhos. Katie Price, assim como a maioria das mães, deseja o melhor para suas crianças. Mas nunca é demais lembrar que a infância deve ser respeitada e defendida por todos. E mais: uma infância feliz não precisa de maquiagem e produtos feitos para adultos.

Por Rê Campbell/edição 1243 Folha Universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário