segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

CARNAVAL EM CAICÓ

Uma constatação é mais do que original sobre a realização do carnaval em Caicó. Por mais um ano falta não apenas recursos financeiros, mas competência e criatividade para realiza-lo

Por anos, a cidade, o comércio e as empresas municipais acostumaram-se com a prefeitura bancando sozinha os festejos carnavalescos, ao final, o erário ficava com as despesas e os demais com lucros altíssimos sem investir um centavo na festa, agora, com a crise financeira, hídrica e a seca que obriga prefeitos a frearem a gastança, a realização do evento deixa de receber os significativos investimentos públicos que costumeiramente se fazia, mas a iniciativa privada que é quem mais lucra com eventos desta natureza resiste em contribuir com sua parcela de colaboração financeira. É a velha prática oportunista que joga nas costas do poder público responsabilidades que não é somente dele.

Mas um fato precisa ser colocado no debate: se não fosse às intervenções do Ministério Público que impôs limites a gastança dos prefeitos com eventos festivos, será que os gestores teriam a preocupação em não realizar o carnaval como se fazia antes? Em Caicó já houve prefeito que gastava mais de 1 milhão de reais com o carnaval, soma esta de expressivo valor se considerarmos a baixa arrecadação tributária que o município de Caicó tem e a volumosa demanda em serviços que a cidade precisa para prover seu desenvolvimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário