segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

QUANDO A AMIZADE É TÓXICA

O que fazer quando ela atrapalha a sua felicidade?

As amizades acrescentam alegria à nossa vida. Algumas, entretanto, nos trazem uma série de transtornos. É as amizades consideradas nocivas, que não são tão verdadeiras quanto parecem e ainda atrapalham o nosso crescimento pessoal.

Nem sempre é fácil enxergar esse comportamento em alguém do círculo de amizades, mas é possível perceber alguns aspectos que o denunciam. A psicoterapeuta e life coach Eliana Barbosa explica que pessoas tóxicas são aquelas que influenciam os outros de forma negativa. “Existem amigas de verdade, que deixam você melhor quando está perto delas, mas há as ‘amigas da onça’, que cansam você, dão maus conselhos, são pessimistas, etc.”

Uma amizade tóxica pode causar prejuízos à sua vida. Pode colocar você para baixo, criticá-la, falar mal dos outros ou até trair sua confiança. Insistir em uma relação assim é como “dar murro em ponta de faca”. Mais cedo ou mais tarde, essa pessoa vai decepcionar e ferir você.

A psicoterapeuta afirma que é importante ter uma boa autoestima para não precisar “mendigar” a atenção de alguém. “Esteja preparada, com alto-astral, para não se contaminar. E procure conversar sobre assuntos que sejam edificantes e construtivos”, aconselha.

Más influências

As amizades nocivas precisam ser sacrificadas e que a decisão é sua de permitir que as ações e palavras delas a influenciem. Se as amizades têm influenciado você de maneira negativa, você precisa sacrificá-las. Não adianta ter somente o desejo, tem que haver prática.

O que fazer, então, para evitar esse tipo de amizade? Eliana recomenda falar pouco e ir se afastando lentamente. “Você deve fortalecer sua autoconfiança, exercitar a sua assertividade [capacidade de dizer “não” sem se culpar por isso] e não dar justificativas o tempo todo” ensina.

Por isso, antes de se envolver com qualquer pessoa em busca de amizade, aprimore seu amor-próprio. Quando você se trata bem, fica muito mais fácil escolher para sua vida pessoas com comportamentos semelhantes aos seus. Seja amiga e generosa, porém, jamais permita que alguém a faça se sentir desconfortável ou que lhe prejudique.

Por Janaina Medeiros/edição 1235 folha universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário