segunda-feira, 30 de novembro de 2015

O HOMEM ALFA

Nada de "macho alfa", porque ser homem é outra história

Quando muita gente ouve ou lê a expressão “macho alfa” referindo-se a homens já pensa em um indivíduo que se impõe pela força ou que é o “pegador” de mulheres. Felizmente, nem todo mundo pensa assim. A expressão, própria do mundo animal, poderia ser adaptada de uma forma mais inteligente para “homem alfa” ao universo humano e desenvolvido de hoje, que pede o uso de uma força mais civilizada: inteligência e ação unidas, construindo um líder admirado, inspirador e que realmente faz bem a seus liderados.

O que faz, então, um “homem alfa”, diferenciando-o da típica e péssima imagem de “machão”? Vamos lá:

Dignidade na luta
Antes de tudo, o termo “luta”, aqui, não significa “sair no tapa”. Um homem inteligente é forte ao defender seus argumentos com civilidade, seja falando, seja escrevendo... Os bons militares e nobres adeptos de artes marciais, por exemplo, sabem que força física, habilidades motoras e armas só devem ser usadas em último caso e, mesmo assim, com a ética própria dos bons combatentes.

Coragem para liderar
Há duas formas de ser líder: uma é pelo respeito, outra é pela força. Essa segunda é bem própria de ditadores sem competência para liderar do jeito certo. Eles podem até se vangloriar internamente de que têm poder, mas não passam de caras inseguros cheios de complexos. Um alfa real sabe que respeito pelo líder se baseia em admiração real.

Controle emocional
Sim, você tem que cuidar da saúde física e deve se exercitar. Não há nada errado em ter força física – desde que conseguida de forma saudável, disciplinada e correta. Mas não se baseie só em quantos quilos pode levantar na academia, mas em quanto você suporta as dificuldades e ajuda outros a também passarem pelas fases difíceis de suas vidas. É essa força que conquista admiradores e seguidores.

Determinação
“Vencer a todo custo” não é coisa de homem de verdade. Se você tem que prejudicar ou enganar alguém, não conquistou porcaria nenhuma. Ladrões agem assim. Corruptos também. Traidores, idem. E por aí afora. Um alfa autêntico também quer ganhar, mas não ignora seus valores, sua dignidade e sua integridade para isso. E, vencendo dessa forma, mostra a outros que isso é possível. Torna-se um bom exemplo, característica imprescindível de um grande homem.

Altruísmo
Um alfa genuíno doa parte de seu tempo e de seus recursos para ajudar outras pessoas, inclusive seus liderados, a irem em direção a uma vida melhor. Ele melhora seu meio, em vez de só ver o seu lado.

Coragem
Muitos acham que um alfa é um cara destemido. Mas coragem é enfrentar os medos, não ignorá-los (porque aí vira tolice mesmo). Até o cinema está trocando essa imagem do “corajoso” irresponsável e mostrando um cara que se protege e dirige o foco de sua mente para a resolução do problema, não deixando os medos (a emoção) colocarem tudo a perder.

Esses são só alguns “tijolos” que constroem um “homem alfa” de verdade. Há muitos outros, que você deve descobrir de outras formas (inclusive fazendo parte do IntelliMen). Porque macho, meu caro, até um animal pode ser.

Por Marcelo Rangel / edição 1234 folha universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário