sexta-feira, 2 de outubro de 2015

DEFESO DA CAATINGA

DEFESO da CAATINGA estará sendo discutido no dia 1º de outubro de 2015 em Currais Novos, às 9:00 horas da manhã na CDL

 A cada dia que passa a situação da água na Terra fica mais escassa e complicada e mais sofrimento para as pessoas.

Infelizmente a situação da condição de água do Seridó é muito crítica e o processo de desertificação da área é considerado gravíssimo pelos órgãos competentes: Ministério do Meio Ambiente e Embrapa.

O Defeso da Caatinga é uma política pública que visa contribuir para mitigação desse processo de desertificação e que prevê um subsídio aos agropecuaristas familiares que têm suas unidades rurais inseridas em Bioma Caatinga, para que eles possam trabalhar na reconstrução das matas ciliares com espécies de plantas nativas da caatinga.

Os subsídios adicionais referem-se a um valor em real que o agropecuarista receberá:

1-de acordo com o número de arvores adultas existentes ao longo dos mananciais hídricos identificados como importantes para a recuperação da água; número de árvores adultas em áreas degradadas;

2- com ações pré-estabelecidas para o reflorestamento das matas ciliares dos rios perenes, temporários e outras fontes de água relevantes:
2.1- número de mudas de árvores nativas plantadas;
2.2- número de plantas nativas com até 0,5 metros;
2.3- número de plantas nativas com mais 0,5 e menor que 1 metro;
2.4- número de plantas maior que 1 metro;
2.5– níveis de profundidade de matéria orgânica nas áreas de várzea.

GEPARN - Grupo de Estudos em Produção Animal Sustentável do RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário