sábado, 26 de setembro de 2015

SISTEMA CARCERÁRIO É MÁQUINA DE DESTRUIR PESSOAS

Entre 2004 e 2014, a população carcerária brasileira aumentou 80% em números absolutos, sem que isso tenha representado qualquer melhoria nos indicadores de violência do país.


Para a professora da Universidade Federal do ABC Camila Nunes Dias, prisão não é o caminho para a pacificação da sociedade e para a redução dos crimes e da violência.

Em entrevista ao Portal Vermelho, a pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência (NEV-USP) afirma que o sistema carcerário brasileiro expressa mais que a desigualdade econômica, social e racial. Representa o abismo entre os que têm acesso à justiça e a direitos e aqueles que não têm.

“Para descrever numa frase o sistema carcerário brasileiro, eu diria que é uma máquina de destruir pessoas, de acabar com sua dignidade, com sua saúde, com seus sonhos”, diz Camila.
Confira abaixo a entrevista:

Nenhum comentário:

Postar um comentário