segunda-feira, 24 de agosto de 2015

SOZINHO É UMA COISA, SOLITÁRIO É OUTRA

De que adianta ser apreciado pelos outros se você não aguenta estar em sua própria companhia? Isso pode ser um problema de autoestima, entre outras coisas

Tem gente que se dá bem em grupo, gosta de estar cercado por outras pessoas, funciona bem na coletividade. Até aí, nada de errado. Vivemos em sociedade e precisamos mesmo disso. Mas observe se algumas dessas pessoas também se sentem bem sozinhas. Nem sempre. Parece absurdo, mas é isso mesmo: não é todo mundo que curte a própria companhia!

O cineasta russo Andrei Tarkovsky (1932-1996) definiu bem essa questão, numa entrevista: “Todo mundo precisa aprender, desde pequeno, como passar um tempo consigo mesmo. Isso não significa que devemos ser solitários, mas que não devemos ficar entediados com a nossa própria pessoa. Aqueles que se entediam com sua própria companhia me parecem estar em perigo no que diz respeito à autoestima”.

Não podemos nos esquecer da impressão que uma pessoa sozinha causa nas outras. Sempre tem alguém – às vezes sem culpa ou más intenções – achando-a solitária ou uma coitadinha que precisa de ajuda para se enturmar. Não entendem o valor desses momentos.

Se for o seu caso não se sentir bem consigo mesmo, não é um caminho sem volta. Isso tem jeito. É preciso “marcar encontros” com você mesmo. Se gosta de determinado lugar – com ou sem outras pessoas –, passe bons momentos nele, reparando em suas impressões diante do que vê e ouve. Ir ao cinema parece uma obrigação coletiva, mas muita gente curte estar em contato só “ela e o filme” ali, interagindo. Já tentou ficar um fim de semana em algum lugar pertinho de sua cidade, só você?

A terapeuta avalia que ambos os momentos, só ou com alguém, devem ser vividos com equilíbrio – exatamente como o jovem Fernando mostra na prática. E resume a questão num ponto crucial: “Solidão é a ausência de contato consigo mesmo”. Sozinho ou acompanhado.

Por Marcelo Rangel / edição 1220 Folha Universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário