segunda-feira, 17 de agosto de 2015

METADE DOS HOMENS BRASILEIROS NUNCA FOI AO UROLOGISTA



Dados preocupam especialistas. Entrevistados alegaram medo e falta de tempo para a visita

Por Rafaella Rizzo / edição 1219 folha universal

É senso comum que os homens não se preocupam com a saúde tanto quanto as mulheres, vão menos ao médico e, por isso, acabam recorrendo à automedicação. Uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostra que esse pensamento é verdadeiro. O levantamento revela que metade dos homens brasileiros nunca foi ao urologista. Medo e falta de tempo foram os principais motivos apresentados para a ausência de interesse em visitar o especialista. A pesquisa, que foi realizada em parceria com o laboratório Bayer, conversou com homens de mais de 35 anos em oito capitais brasileiras.

O dado preocupa especialistas, principalmente porque o urologista é quem ajuda a prevenir e diagnosticar o câncer de próstata, o tipo da doença mais comum em pessoas do sexo masculino acima dos 50 anos. O exame de toque retal também é um dos que ajudam no diagnóstico, assim muitos, além de medo, têm preconceito, já que sentem a masculinidade ameaçada. Essa pode ser mais uma razão pela qual eles evitam ir ao médico.

O profissional também dá orientações sobre a andropausa, distúrbio androgênico do envelhecimento masculino, que é uma das causas da disfunção erétil. Por conta da falta de informações, muitos acabam recorrendo à automedicação. A pesquisa apontou que 62% dos homens usaram estimulantes sem prescrição médica, motivados pela indicação de amigos e até dos próprios farmacêuticos, o que pode ser prejudicial à saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário