sábado, 18 de julho de 2015

ESTUDO REVELA MAIS UM MOTIVO PARA PARAR DE FUMAR



Pesquisadores do Orebro University Hospital descobriram que cortar o cigarro diminui risco de catarata

O argumento de muitos fumantes de longa data para não combater o vício é achar que ‘o cigarro já fez os estragos que tinha de fazer e pronto’. Mas isso não é verdade e muito menos se trata de um bom argumento para continuar fumando. Estudo realizado na Suécia, no Orebro University Hospital, revela que ex-fumantes conseguem reduzir os riscos de ter catarata. A doença, que vai deixando o cristalino todo esbranquiçado e impedindo a pessoa de enxergar, é a principal causa de cegueira reversível.

Os pesquisadores descobriram que homens de meia-idade que fumam pelo menos 15 cigarros por dia podem baixar o risco de catarata durante um período de 20 anos assim que pararem de fumar – o que é uma boa notícia. O estudo envolveu um grupo de homens entre 45 e 79 anos e mais de 5.700 casos de remoção de catarata ao longo de 12 anos. Outro destaque se refere ao fato de que um fumante tem 42% mais chances de ter catarata quando atingir a terceira idade do que um não-fumante.

Doença silenciosa, a catarata vai deixando a lente do cristalino opaca até que a pessoa perde totalmente sua visão e independência. De acordo com Renato Neves, cirurgião-oftalmologista e presidente do Eye Care Hospital de Olhos (SP), os sintomas comuns são: diminuição gradual e progressiva da visão; enxergar os objetos em tons amarelados, borrados ou distorcidos; dificuldade de se locomover à noite ou em local com baixa luminosidade; sentir-se ofuscado na claridade; perceber halos ao redor de objetos luminosos; e perder o interesse por atividades rotineiras (ler, escrever, costurar, fazer a barba) por não desfrutar de clara visão do que está fazendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário