sexta-feira, 10 de julho de 2015

CIDADE DE CRUZETA, A TERRA DA MÚSICA, SERÁ DESTAQUE EM MATÉRIA DE TELEVISÃO



Dentro do projeto de percorrer o Estado para mostrar as riquezas culturais a UERN TV visitou o município de Cruzeta, na Região do Seridó, e que tem pouco mais de 7 mil habitantes.

Banda Filarmônica de Cruzeta: Referência da cultura musical do Seridó potiguar 

 A cidade é conhecida por ser um celeiro de músicos. A partir de uma reunião de pauta com o Canal Futura, optamos em mostrar para todo o país a história da Banda Filarmônica de Cruzeta, que tem 28 anos de existência, cultura e muito talento. Por lá já passaram mais de dois mil alunos. Nestes anos todos muitos já entraram em cursos de graduação e mestrado. Alguns já foram até para o exterior.

O objetivo da banda, em primeiro plano, é fazer com que a população tenha uma formação cultural. Esse papel social é descrito pelo maestro Humberto Dantas como uma forma de tirar os jovens do mundo das drogas, da miséria e formar um cidadão cultural. O maestro, por sinal, também conhecido por “Bem Bem”, é o grande responsável por todo esse projeto.

A cultura erudita é representada pelos jovens que se dedicam e pelo maestro que afina o ritmo, em cada expressão. Todos com o mesmo objetivo: viver a música. A harmonia e singeleza estão nos detalhes de cada canção. Em cada gesto a emoção é compartilhada no toque de cada instrumento que faz de cada aluno um ser cultural criando a paixão pela música. Pelo Brasil e mundo estão espalhados filhos de cruzeta.

A música está no rosto e na alma dos jovens tocadores. O professor do Conservatório de Música da UERN, Paulo Silva, atualmente faz mestrado no exterior em uma das melhores escolas de música dos Estados Unidos: Jacobs School Ofmusil, Indiana University, Blouuminhton – USA. Passou muito tempo estudando na banda de Cruzeta e hoje é um exemplo para os jovens que estão iniciando. 

“Daqui só tenho boas recordações e não quero perder, jamais, o vínculo com esse local e com o maestro Bem Bem que permitiram minha iniciação musical”, destaca o jovem. O tom, o dedilhar, cada música tocada emociona, enaltece a cultura e, principalmente, ajuda a todos esses jovens a trilhar um futuro. A reportagem completa será exibida no Jornal Futura para o todo o Brasil nesta sexta-feira, dia 10, às 17h no Jornal Futura, com reprise às 20h10 e meia noite.

Com informações de Marcos Dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário