sábado, 13 de setembro de 2014

MUNICÍPIO DE CAICÓ PERDEU R$ 756.335,00 PARA AMPLIAÇÃO DE 11 UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS)

O Conselho Municipal de Caicó - CMS foi informado pelo programa de requalificação de unidades básicas do ministério da saúde que o município de Caicó perdeu R$ 756.335,00 para ampliação de 11 Unidades Básicas de Saúde (UBS), contemplado no ano de 2012 de acordo com a portaria 1.170 de junho de 2012 do ministério da saúde.

As UBS que tiveram as propostas canceladas em decorrência do não cumprimento de prazo para inserção da ordem de serviço no MS/SISMOB foram: UBS Barra nova no valor de R$ 73. 980,00; UBS Itans- R$ 72.480,00; UBS Vila do Príncipe- R$ 70.665,00; UBS Samanaú-R$ 73.830,00; UBS Alto da Boa Vista- R$ 74.940,00; UBS Recreio-R$ 63.465,00; UBS Salviano Santos- R$ 74.970,00; UBS Paraíba- R$ 74.325,00; UBS da Solidade-R$ 74.040,00; UBS W. Gurgel- R$ 54.465,00; UBS João Paulo II- R$ 50. 175,00.

Diante deste fato questionável, tendo em vista a situação física destas UBS, o Conselho Municipal de Saúde deliberou em reunião realizada na última quinta-feira (11) pela realização de uma reunião com o prefeito de Caicó, Roberto Germano, Secretária de saúde, Maria José e equipe técnica da secretária para esclarecimento de tal atitude da prefeitura. Após esta reunião o conselho emitirá um posicionamento oficial sobre o comportamento da prefeitura, porém, a principio julgamos um grande equivoco a decisão tomada e um imenso prejuízo para a qualidade da atenção básica no município de Caicó.


Com informações de José Procópio de Lucena – presidente do CMS de Caicó

Nenhum comentário:

Postar um comentário