terça-feira, 19 de agosto de 2014

BRASIL GEROU CERCA DE 1,5 MILHÃO DE EMPREGOS EM 2013


O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou nesta segunda-feira (18) os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) relativo ao ano de 2013. Os dados apontam um crescimento de 3,14% no número de trabalhadores formais com relação a 2012, indicando a geração de 1,490 milhão de postos de trabalho.

O número de trabalhadores formais em 2013 cresceu 3,14% com relação a 2012O número de trabalhadores formais em 2013 cresceu 3,14% com relação a 2012 O número é superior ao verificado no ano de 2012 quando foram gerados 1,148 milhão de postos de trabalho com Carteira assinada no país.

De acordo com o levantamento, o montante de vínculos empregatícios ativos até 31 de dezembro de 2013 atingiu 48,948 milhões, ante 47,459 milhões do ano anterior. Os dados apontam ainda um aumento nos rendimentos médios dos trabalhadores formais que alcançou um ganho de 3,18% (tomando como referência o INPC), percentual superior ao de 2012 (2,97%), passando de R$2.195,78, em dezembro de 2012, para R$2.265,71, em dezembro de 2013. O resultado, segundo o ministério, é proveniente do aumento de 3,34% nos rendimentos médios das mulheres e da elevação de 3,18% no dos homens.

Para o ministro Manoel Dias, os dados demonstram uma desaceleração, porém mantém o saldo positivo na oferta de vagas formais. “O País vem mantendo a geração de postos, seguindo o crescimento do PIB. Apesar da desaceleração, criamos vagas de emprego e tivemos ganhos reais de salários, como demonstra a Rais”, afirmou.

O dinamismo do emprego formal do mercado de trabalho decorreu do crescimento de 4,85% (mais 414,7 mil postos) no contingente de trabalhadores estatutários e do aumento de 2,76% (mais de 1,075 milhão de postos) dos empregos celetistas.

A Rais 2013 aponta a mesma tendência dos dados do Caged, que cobre somente o universo de trabalhadores regidos pela CLT. Houve uma crescimento de 2,76%, mesmo percentual de aumento registrado para os vínculos celetistas. Tomando como referência o mês de janeiro de 2014, no Caged, foram gerados 1,092 milhão de postos de trabalho, montante ligeiramente superior ao emprego celetista na Rais.

Foram 8,1 milhões de estabelecimentos declarantes em 2013, registrando um aumento de 3,35% em relação ao número de estabelecimentos declarados em 2012, que foi de 7,9 milhões.

Pela Agência Brasil
Fonte: Ministério do Trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário