terça-feira, 8 de abril de 2014

LULA DEFENDE CONSTITUINTE EXCLUSIVA PARA REFORMA POLÍTICA

Em entrevista a blogueiros, o ex-presidente disse, no entanto, estar convencido de que "este Congresso" não fará a reforma; mais de 70 movimentos sociais vêm construindo o Plebiscito Popular desde o ano passado.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a convocação de uma Assembleia Constituinte exclusiva para fazer a Reforma Política, em entrevista a blogueiros, nesta terça-feira (8), no Instituto Lula, em São Paulo.

No entanto, o ex-presidente disse estar convencido de que "este Congresso" não a fará. Segundo ele, os deputados e senadores que compõem o Congresso Nacional estão acostumados com o sistema político vigente e não vão mudar as regras.

"É muito difícil que a pessoa mude seu status quo. A pessoa foi eleita assim, está acostumada. Nós precisamos da reforma política, que é a principal causa que temos que fazer neste momento", defendeu o ex-presidente.

Desde novembro do ano passado, mais de 70 movimentos sociais e entidades de todo o país constroem o Plebiscito Popular pela convocação de uma Assembleia Constituinte Soberana e Exclusiva para mudanças do sistema político.

O plebiscito será realizado entre 1º e 7 de setembro e terá uma pergunta: Você é a favor de uma constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político?

O ex-ministro de Lula recorda que, há dez anos, todos os jornais eram a favor da reforma política - e explica porque este sentimento mudou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário