quinta-feira, 11 de outubro de 2012

POR QUE A VIRGINDADE FEMININA É TÃO VALORIZADA?


Brasileira leiloa sua primeira noite de sexo e lances ultrapassam meio milhão de reais, enquanto homem que participa do mesmo projeto tem proposta máxima de R$ 3 mil

Por Danielle Nordi
 
As mulheres ainda são vistas como patrimônio do homem
 
Uma brasileira de 20 anos ganhou as manchetes quando veio à tona o curioso projeto do qual está participando. Catarina Migliorini está leiloando a sua virgindade através de uma produtora australiana, para um documentário intitulado “Virgins Wanted”. Além de Catarina, também participa do projeto o russo Alexander Stepanov, de 21 anos. Enquanto interessados por uma noite com Catarina se propõem a pagar o equivalente a mais de meio milhão de reais, os lances feitos pela virgindade de Alexander não ultrapassavam R$ 3 mil. Por que os valores são tão diferentes?

A antropóloga Mirian Goldenberg acredita que o simbolismo da virgindade feminina tem ainda forte influência na sociedade. “O homem, quando desvirginado, não perde nada. A mulher perde, mesmo que seja um pedaço minúsculo de pele. Esse pedaço simboliza algo importante, o fato dela nunca ter sido possuída por ninguém”, afirma.

Historicamente a virgindade feminina sempre teve um valor alto, não necessariamente monetário. Há não muito tempo, se a mulher não fosse mais virgem, não servia para casar e poderia até perder o convívio com a família. Mesmo em muitas sociedades que avançaram no conceito de igualdade entre homens e mulheres, a virgindade feminina mantém seu status de preciosidade.

“Vivemos em uma cultura patriarcal que está perdendo suas bases, mas ainda existe. A questão da virgindade sempre foi usada como se fosse algo precioso e ainda é vista dessa maneira por muita gente”, diz a psicanalista e escritora, autora de “O Livro do Amor” (Ed. Best Seller) Regina Navarro Lins.

O desejo do homem de tirar a virgindade de uma mulher também pode ser impulsionado por motivos bem mais práticos. “Transar com uma virgem pode significar que esse homem está isento de ter o seu desempenho sexual comparado ao de outros homens, já que ela, por ser virgem, não tem nenhuma referência da atuação sexual de outro homem. Além disso, ser o primeiro homem na vida sexual de uma mulher faz com que ele se sinta privilegiado por ter sido ‘o escolhido’”, completa Walkíria.

Fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário